Cómo citar
Gori , B. (2020). O ENGENHEIRO GADDA E O DOUTOR GUIMARÃES ROSA: DOIS ALQUIMISTAS A MAQUINAR COM A LÍNGUA. Cultura Latinoamericana, 32(2), 184-215. Recuperado a partir de https://editorial.ucatolica.edu.co/index.php/RevClat/article/view/3832

Resumen

Carlo Emilio Gadda (1893-1973) e João Guimarães Rosa (1908-1967) são dois
escritores muito diferentes: diferente o país, diferente a classe social, diferente
o ambiente cultural em que crescem e se formam, diferente a motivação que os
impele a escrever. Mas têm em comum uma grande paixão: a experimentação e
a inovação linguística que se tornam estilo e forma da sua obra. Dos dois autores, serão examinados dois dos seus romances mais significativos: La cognizione
del dolore, escrito por Gadda entre 1938 e 1941 e publicado primeiro em episó-
dios na revista Letteratura e depois pela editora Einaudi, de forma incompleta,
em 1963; e Grande sertão: veredas, considerado o magnum opus de Guimarães
Rosa, publicado em 1956. O que aproxima estes dois romances, obras-primas
do século XX, é precisamente o plurilinguismo que, sendo ao mesmo tempo
a cruz e a delícia do seu sucesso, tanto diverso quanto semelhante, se torna a
pedra filosofal da investigação linguística e literária dos dois escritores, a única
capaz de sanear, no caso de Gadda, e de resgatar, no caso de Guimarães Rosa,
a língua e a sociedade do seu tempo.

Licencia

Derechos de autor 2020 Barbari Gori

Creative Commons License
Esta obra está bajo licencia internacional Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0.

Citas

Gori, B. (2020). O engenheiro Gadda e o doutor Guimarães Rosa: dois alquimistas
a maquinar com a língua. Cultura Latinoamericana, 32(2), pp. 182-213. DOI: http://dx.doi.
org/10.14718/CulturaLatinoam.2020.32.2.8

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Sistema OJS 3 - Metabiblioteca |